Categories DIVERSOSSAÚDE

PREFEITURA INVESTE MAIS DE 70  MIL REAIS NA COMPRA DE MEDICAMENTOS

Há meses sem receber os repasses dos Governos Federal e Estadual, fornecedores de medicamentos que abastecem as farmácias dos municípios cortaram a distribuição dos mesmos. Por isso a falta deles nas farmácias.

Para não deixar a população sem medicamentos, a prefeitura de Montalvânia está investindo, com recursos próprios, 75 mil reais na compra de remédios para abastecer a farmácia do município e não deixar a população desamparada.

 

Estão sendo comprados os medicamentos mais procurados.

De acordo com um dos farmacêuticos responsáveis pela farmácia do município, Arley Guedes, os medicamentos mais solicitados são antidepressivos e ansiolíticos (Usados para diminuir a ansiedade e a tensão), e que devido a necessidade e grande procura da população, o prefeito Dr. José, tomou esta atitude de o próprio município investir em medicamentos.

A distribuição dos medicamentos é feita de maneira a atender a demanda das unidades e principalmente, assegurar o fornecimento do remédio aos pacientes que precisam dar continuidade ao seu tratamento.

 

 

A responsabilidade de enviar medicamentos para serem distribuídos nas farmácias municipais é dos Governos Federal e Estadual, com contrapartida das Prefeituras. Mas, mesmo sendo insuficiente, segundo o farmacêutico, há vários meses o Estado e nem a União vem fazendo os repasses aos fornecedores, por isso a distribuição foi cortada.

Apesar da crise que todo o país está passando, com diminuição de recursos, cortes de verbas, ainda há gestores que não se conformam com essa realidade e tentam de todas as formas conseguir recursos para manter o setor da saúde funcionando, como é o caso de Montalvânia.

O prefeito Dr. José diz que o recurso que o Governo Federal e o Estado enviam para comprar remédios para o município é muito pouco, e ainda deixa atrasar por vários meses, por isso a Prefeitura fez este investimento.

– Estamos abastecendo as farmácias do município para que a população não fique seus medicamentos. Precisamos salvar a vida daqueles que tanto necessitam do poder público e que não tem culpa dos problemas financeiros que o país vive, declara Dr. José.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *